Arquivo da categoria ‘responsabilidade social’

Bem, na postagem anterior eu comentei sobre o site “Imprimir é dar vida”, dizendo que parece que o site todo é tendencioso. Para tirar a dúvida deixei um recado no site e…. não publicaram ainda, sendo que há comentários mais novos publicados, todos favoráveis, como não poderia deixar de ser.

É, parece que minhas suspeitas se confirmaram. Uma pena.

Entrei no site “Imprimir é dar Vida” e achei que tudo o que está publicado lá é incondicionalmente a favor da indústria do papel e da celulose.
Por isso deixei um recado (quero ver se vão publicar) dizendo que para se ter uma opinião crítica é necessário conhecer argumentos prós e contras, e sugeri que fossem ao site EcoDebate e fizessem uma busca pela palavra-chave “papel”.
Para quem quiser entender a questão do papel e da celulose no Brasil, essa é uma forma de começar.

De José Saramago

Publicado: 23/06/2010 em responsabilidade social

Este texto trata da democracia e de sua urgente revisão crítica.

Leia no site “Outras Palavras”

Uma das mensagens do combatente José Saramago.


Este é o livro da minha amiga argentina
María Eugenio Moreno, que acaba de sair!

O link do blog é http://elmarketingesviable.wordpress.com/

Assim que saiba como adquiri-lo eu avisarei!!

Já recebi diversos emeios de amigos com livros legais digitalizados.

Bem, vale dizer aqui que me preocupa a questão autoral, por isso não compro CDs ou DVDs piratas. Sem entrar na questão da ilegalidade comercial.
E por razões semelhantes não divulgo livros digitais.

Vamos nos colocar no lugar de um escritor:
Perdemos meses pesquisando e escrevendo um livro, aí conseguimos uma grana para editá-lo, que será reembolsada assim que vendermos os exemplares e, se vendermos um número acima daquele necessário para cobrir todos os custos de projeto gráfico e impressão (não estou contando o trabalho do autor), começaremos a ter algum retorno que nada mais é do que um pagamento pelo nosso trabalho.
Mas consideremos que alguém digitalize o livro e o espalhe para todos os possíveis compradores, gratuitamente. Bem… o fim da história é óbvio.

Não é uma crítica a nenhum dos amigos em particular, é uma crítica a todos, por favor reflitam.

Agora, distribuo um livro digital nos seguintes casos:
1- quando o autor distribui o seu livro digitalmente e gratuitamente (talvez com um copyleft)
2- se a obra estiver esgotada e não for mais reeditada.
Aconteceu comigo, precisei de um livro que só minha professora do mestrado tinha, não achei em livraria alguma nem em sebos, aí entrei em contato com a editora, descobri que não seria reeditado, então entrei em contato com o autor, e ele me ofereceu o seu exemplar para xerocar.
Então, se alguém receber um livro digiatal e gostar, que busque adquiri-lo em uma livraria.
Se não achar, entre em contato com o autor, aí se ele permitir, use a versão digital.
Abraços!!!
Nelson Smythe Jr.

“Endesa, para los hijos de tus hijos”

. esse vídeo encontrei no blog da minha amiga Mariu [Rosario|Argentina] http://nuevomkt.blogspot.com/

eu estou com eles.

e você, vai ficar rezar e ficar esperando que algum deus ajude?

deus me livre….